Tratamento

Especializado no diagnóstico e tratamento da perda auditiva e zumbido:

– Avaliação Clínica;
– Audiometria e Impedanciometria;
– Teste da orelhinha;
– BERA;
– Processamento auditivo central;
– Implante Coclear
– Terapia de reabilitação para zumbido


Avaliação

A avaliação audiológica pode ser realizada em adulto e crianças, sendo fundamental para o desenvolvimento da fala e da linguagem.

Audiometria e Impedanciometria

O exame de audiometria é realizado dentro de uma cabine, um ambiente acusticamente tratado, com o intuito de evitar que ruídos ambientais interfiram no exame.  O profissional irá emitir tons puros em diferentes intensidades e frequências, através do uso de um fone devidamente posicionado. A audiometria inclui testes de reconhecimento de fala (discriminação vocal), limiar de reconhecimento de fala (SRT) e limiar de detecção de voz (LDV).

Analisar de forma quantitativa o que o paciente escuta, o que compreende e do que se fala, detectando assim alterações auditivas. Permitindo ainda classificar a perda quanto ao tipo e grau, também nos orienta com medidas preventivas, evitando o agravamento do quadro. A partir da audiometria podemos verificar a presença da perda auditiva, nos orienta com medidas preventivas, fornece dados para indicação de aparelhos auditivos e detecta problemas auditivos em crianças em idade pré-escolar.

O exame de impedanciometria é utilizado também na avaliação da audição juntamente com a audiometria. Ele serve para verificar a integridade e mobilidade da membrana timpânica e dos pequenos ossos que são responsáveis por transmitir o som para o nervo auditivo. É um exame que não traz qualquer tipo de desconforto para o paciente, e é de extrema importância para os diagnósticos nas perdas auditivas.

O teste é realizado pela colocação de uma pequena sonda no conduto auditivo externo de um dos ouvidos e um fone no outro. Essa pequena sonda contém um sistema que injeta e remove pressão, um pequeno canal que fornece estímulo sonoro e outro que, conectado a um registrador no aparelho, avalia o grau de deslocamento do sistema tímpano-ossicular, em resposta à variação de pressão ou ao estímulo sonoro.


Teste da Orelhinha

O teste é feito através da colocação de um aparelho específico na orelha do bebê para detectar problemas auditivos, como a surdez, que dificultam a fala e aprendizagem da criança. Se o teste da orelhinha detectar algum problema, o bebê é encaminhado para o médico otorrinolaringologista, que irá orientar o melhor tratamento para o problema diagnosticado.

É imprescindível que o exame seja realizado nos primeiros dias de vida. A maioria dos diagnósticos de perda auditiva em crianças acontece muito tardiamente, com três ou quatro anos, quando o prejuízo no desenvolvimento emocional, cognitivo, social e de linguagem da criança está seriamente comprometido.

É fácil, rápido e sem dor, o teste é realizado com o bebê dormindo, em sono natural, é indolor e não machuca, não precisa de picadas ou sangue do bebê, não tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos.

Clínica de Otorrino 2020 – Todos os Direitos Reservados