adsf

Equilíbrio corporal e transtornos da audição

Por: Dra. Lia Cavalcante / CRM: 6865

A especialidade responsável pela saúde dos ouvidos, nariz, garganta é a otorrinolaringologia. No entanto, essa especialidade ainda possui diversas subespecializações que ajudam a tornar os profissionais mais aprofundados em assuntos específicos. A otoneurologia é um exemplo disso. Esta é uma área da otorrinolaringologia que se dedica ao equilíbrio corporal, transtornos da audição e suas relações com o sistema nervoso central.

A otoneurologia estuda o aparelho cócleo-vestibular. A cóclea é a parte do ouvido responsável pela sensação auditiva e o sistema vestibular pelo equilíbrio corporal. Para esclarecer melhor é preciso entender como tudo isso funciona. O sistema vestibular é composto por vários elementos sensoriais e se relaciona diretamente com outros sistemas do organismo, como a visão, que informa ao cérebro os movimentos corporais, o sistema dos músculos como tendões e articulações através do reflexo vestíbulo espinhal. Este sistema tem a função de manter a postura e realizar movimentos, ações diretamente relacionadas com o equilíbrio. As informações de todos estes sistemas são enviadas para o cerebelo, que por sua vez as envia para o sistema nervoso central, que interpreta e garante o equilíbrio estático e dinâmico.

O otoneurologista identifica e trata problemas no equilíbrio corporal como tonturas, vertigens, desequilíbrio, náuseas, vômitos, zumbido e até mesmo quedas também são sintomas que denunciam algum problema no órgão. Na avaliação otoneurológica, o especialista avalia o sistema auditivo e o vestibular para identificar qualquer alteração ou doença que possa estar prejudicando o equilíbrio corporal. A maior incidência é justamente a tontura. A tontura atinge mais os adultos e idosos, mas é possível surgir também em crianças e adolescentes, o que vai exigir uma atenção mais especial por parte dos pais e responsáveis na identificação do problema.

Entre as causas dos problemas relacionados ao equilíbrio, está o uso determinados medicamentos que podem causar ou agravar as alterações. Hoje existem exames específicos para identificar a causa da tontura e possível tratamento. A tontura tem cura desde que se faça o tratamento adequado. O ideal é que o paciente consulte um médico otoneurologista para que seja avaliado assim que os sintomas surgirem. Quanto antes o tratamento for iniciado, melhores serão os resultados. É bom lembrar que a tontura afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas.

woman